A IMPORTÂNCIA DE UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA INFÂNCIA

Educar os hábitos alimentares de uma criança pode não parecer uma tarefa fácil. Mas se tornará mais prazeroso caso ela tenha um modelo a ser seguido em casa. Para isso, tanto a criança quanto o adulto precisam entender a importância de ter uma alimentação saudável.

POR QUE TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

A alimentação na infância é tão importante quanto se sujar enquanto brinca. Se alimentando bem, a criança se desenvolve melhor e se torna um adulto saudável. Tornar costume o hábito de comer corretamente na infância consolidará um crescimento longe desde doenças cardíacas à mal desempenho escolar.

Quando crianças, aprendemos que comer fruta, verduras e legumes é bom, mas não somos ensinados o porquê. Parece um início adequado explicar para os pequenos humanos que não comer besteira renderá uma tarde inteira de energia para brincar. Mas depois de provar guloseimas cheias de açúcar ou alimentos gordurosos com baixo valor nutricional, a chance de não quere-los se torna mínima. Por esse motivo, o ideal é tornar incomum esse hábito. Mas sem imposições. A ideia é fazê-los entender que comer corretamente trará benefícios, e que sem dúvidas, as brincadeiras se tornarão muito mais divertidas!

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

É de suma importância que a criança tenha um acompanhamento médico na fase de desenvolvimento, pois assim, alergias e possíveis intolerâncias podem ser detectadas cedo e a partir desse acompanhamento, é possível também criar cardápios de acordo com a necessidade existente de cada uma.

Mas o quais são os nutrientes fundamentais para um crescimento saudável?

  • Proteínas: fundamentais para o crescimento e desenvolvimento do cérebro e ossos da criança, as proteínas podem ser de origem animal ou vegetal. De origem animal temos carnes, ovos e laticínios, que possuem aminoácidos essenciais mas que nosso corpo, sozinho, não é capaz de produzir, mesmo sendo necessário para funcionar. São eles: histidina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano e valina. Os aminoácidos de origem vegetal são incompletos, mas de qualquer forma, possuem nutrientes necessários. Podem ser encontrados na soja, na quinoa ou brócolis. Mas se atente, sempre escolha carne sem gorduras, frango sem pele, peixes oleosos (ex: salmão), queijos brancos e iogurtes.
  • Carboidratos: para que as crianças não sintam falta do açúcar, a melhor opção é troca-los pelos carboidratos, pois possuem os nutrientes necessários para fornecer energia e desempenho. Massas, pães e grãos são essenciais, principalmente se forem integrais. Caso não contenham açúcares e flavorizantes, os cereais matinais também são boas fontes de carboidratos.
  • Frutas e verduras: contém as vitaminas e minerais necessários para a saúde das crianças e são essenciais, independente da refeição ou lanche. De diversas cores e formas, também pode se tornar divertido para as crianças na hora da escolha, invista em leva-las ao mercado e pedir ajuda ao escolher! Vegetais também podem substituir alguns ingredientes, lembre-se disso na hora de preparar alguma receita.
  • Água: hidratação é fundamental. Visto que a concentração de água no organismo de uma criança é de 80%, a reposição precisa ser muito mais frequente. Troque sucos de caixinha por sucos naturais e caseiros, de preferência com frutas frescas.

HÁBITOS PARA CONSTRUIR REFEIÇÕES SAUDÁVEIS NA INFÂNCIA

Depois de falar sobre nutrientes necessários para uma alimentação infantil saudável, chegamos nos pontos difíceis a serem seguidos: os bons hábitos ao comer.

Numa geração tão marcada pela tecnologia como a que temos hoje, sentar numa mesa e ter uma refeição tranquila sem a intervenção de aparelhos tecnológicos se torna um passo impossível na rotina. As crianças comem na frente da televisão ou computador e os pais, ocupados ou fazendo o mesmo, acabam por não prestar atenção em como isso pode prejudicar tanto a refeição quanto a digestão.

Isso por que, comer sem se concentrar no alimento, além de impulsionar a criança a comer mais que o necessário, também pode levar a transtornos e desequilíbrio na alimentação e na saciedade. Quando comemos muito rápido ou não mastigamos a quantidade necessária de vezes, a digestão acaba sendo tarefa difícil para o estomago, que sem entender o que realmente está acontecendo, não mata a saciedade, pedindo por mais.

A obesidade infantil no Brasil aumenta a cada dia que passa, colocando a saúde das crianças em risco de doenças crônicas como diabetes, hipertensão arterial e problemas cardiovasculares. Por esse motivo, criar hábitos saudáveis nas horas de refeição é indispensável. O principal é ter total atenção à comida, sem desvios e consequentemente, aparelhos tecnológicos interferindo. Comer em família, além de proporcionar bons momentos, ajudará à criar hábitos benéficos para todos. É importante também que a criança mastigue bem todos os alimentos, e que o ambiente de refeição seja calmo e adequado.

ALIMENTAÇÃO ORGÂNICA E SAUDÁVEL – PFZINHO

Pensando em atender todas essas necessidades da fase de crescimento dos pequenos, nós, da PFzinho, desenvolvemos pratos feitos, pratos especiais, sopas, sobremesas e lanches para facilitar a vida ocupada da mamãe e do papai, sem deixar de trazer o sabor da infância em cada comidinha preparada com muito carinho para momentos felizes! Todos eles cheios de vitaminas e nutrientes para não deslizar e não perder o tempo que poderia estar se divertindo com seus filhos, na cozinha.

Além dos pratos feitos, também trabalhamos com kits, sendo eles:

  • Kit Final de Semana: ideal para não perder o hábito saudável de comer bem em momentos de diversão.
  • Kits Lancheira: lanches saudáveis para levar para escola ou passeio.
  • Kit Refeição: refeições saudáveis no almoço e na janta!
  • Kit Depois da Escola: refeições, lanches e sobremesas orgânicas e saudáveis para seus filhos comerem bem depois de um dia cheio de aprendizagem e brincadeiras.

A PFzinho trabalha com ingredientes 100% naturais, orgânicos e congelados. Perfeitos para ensinar que comer de forma saudável não é diferente de comer comidas gostosas. Num período tão significante e decisivo quanto o de criar hábitos alimentares, a importância de apresentar alimentos orgânicos e veganos é excepcional para motivar um adulto com consciência ambiental.  Pesquisas e estudos apresentam que os agrotóxicos são prejudiciais ao nosso organismo e os resíduos que permanecem nos alimentos podem provocar reações alérgicas, respiratórias, distúrbios hormonais, problemas neurológicos e até câncer. Alimentos orgânicos são infinitamente mais nutritivos, protegem futuras gerações de contaminação química e evita problemas de saúde causados pela ingestão de substâncias químicas tóxicas.

Essa e outras dicas de Alimentação Saudável, você fica sabendo aqui no Blog PFzinho!

Open chat