Comer muito rápido faz mal?

Comer muito rápido faz mal

Já reparou se o seu filho está se alimentando rápido demais? Fique atenta durante as refeições, pois comer muito rápido faz mal à saúde. Consumir qualquer alimento sem a mastigação adequada pode desenvolver diversos problemas de saúde.

Por isso, o Blog PFzinho separou um guia prático sobre todos os malefícios do hábito de comer rápido e algumas dicas para aprender a comer devagar também. Confira!

Siga a leitura no Blog PFzinho e veja como a mastigação é importante na alimentação.
Siga a leitura no Blog PFzinho e veja como a mastigação é importante na alimentação.

Comer rápido faz mal para nosso organismo?

Uma série de estudos que apontam que comer rápido faz mal colocam a síndrome metabólica como principal vilã da história. 

Segundo os dados levantados, as chances de desenvolver a síndrome metabólica são de 11,6% para aqueles que comem em ritmo mais acelerado. Do outro lado, quem come em um tempo considerado normal, tem apenas 6,5% de chances de desenvolver a condição.

Essa síndrome funciona como um meio de entrada para problemas maiores em nosso corpo. Por isso, devemos ficar atentas ao ritmo em que nossos filhos comem suas refeições. A síndrome metabólica pode aumentar o risco de doenças cardíacas, AVCs, diabetes e mais.

Não custa nada a gente cuidar da saúde dos nossos pequenos, né?

Além disso, especialistas também apontam que comer rápido também pode estar associado ao aumento de peso. Ou seja, se você está tentando implementar uma rotina alimentar saudável na sua casa, a velocidade da mastigação também precisa ser monitorada.

Veja agora quais as principais consequências de comer muito rápido:

Dificuldade no controle do peso

Sabia que comer rápido faz mal para o peso da criança? Para ela se sentir satisfeita, a comunicação entre estômago Se você tinha dúvidas se comer rápido engorda ou emagrece, agora já sabe: a saciedade depende da comunicação entre o estômago e o cérebro, pois isso é o que gera o controle do apetite.

O problema é que esse sinal enviado não é instantâneo. O corpo demora um pouco para perceber que já está satisfeito. Logo, se comermos muito rápido, iremos consumir mais do que o nosso corpo precisa, não dá para seu estômago perceber que está cheio. 

Como consequência, o seu filho ingere mais alimentos do que precisaria e acaba consumindo muito mais calorias.

Desconforto na barriga

Além da dificuldade de controlar o peso, comer muito rápido faz mal também para a barriguinha das crianças. 

Para começar, mastigar pouco reflete em pedaços maiores da comida ingeridos. Ou seja, maior trânsito intestinal. Outro ponto importante é que, ao mastigar menos, é mais fácil ingerir ar, resultando em inchaços e gases.

Problemas de digestão

Como consequência de tudo o que falamos acima, comer rápido também aumenta o risco de indigestão. Quando não mastigamos da maneira correta, o trabalho que o estômago precisa para digerir os alimentos é maior.

Sendo assim, sintomas como queimação, azia e sensação de estômago pesado se tornam comuns. 

Risco de doenças no coração

Outra consequência do aumento de peso é o acúmulo de gordura. Seu excesso favorece a formação de placas de gordura, que dificultam a passagem do sangue pelo corpo, e, até mesmo, obstruem os vasos. Ou seja, comer muito rápido pode resultar em complicações que causem um infarto. 

Por isso, preste bastante atenção na alimentação do seu filho. O acompanhamento dos papais e mamães nesse início é essencial para a criação de bons hábitos alimentares.

Alimentação saudável também é cuidar de como comemos!
Alimentação saudável também é cuidar de como comemos!

Por que a mastigação dos alimentos é importante?

Agora que você já sabe que comer rápido pode resultar em inúmeros problemas, conseguiu entender a importância da mastigação correta? As refeições exigem dedicação e paciência. Cada alimento deve ser consumido no seu tempo, sem pressa. Isso torna até os momentos mais gostosos e especiais.

A prática da mastigação mais lenta favorece a digestão e absorção dos nutrientes presentes nos alimentos. Além disso, ela ainda reduz chances de constipação, auxilia na saúde bucal e, principalmente, aumenta a saciedade.

Comer devagar é a solução!
Comer devagar é a solução!

Afinal, como comer devagar?

Agora que você já conhece todos os problemas que comer rápido demais pode trazer, chegou a hora de aprender a ensinar seus filhos como comer devagar.

O primeiro passo é separar um tempo de qualidade e calmo para realizar as refeições. Procure reservar um intervalo de pelo menos 20 minutos em um local sem grandes distrações.

Então, ensine-o a comer de forma consciente, observando o que está consumindo e mastigando bem os alimentos. Assim, ele perceberá os diferentes gostos, texturas e aromas de cada refeição e passará a valorizar mais a mastigação lenta.

Experimente também cortar bem os alimentos em pedaços pequenininhos, pois isso pode facilitar para que a mastigação seja mais fácil.

E falando em mastigar, proponha ao seu filho que ele mastigue cerca de 20 a 30 vezes os alimentos antes de engolir, ok? Dê o bom exemplo e mostre que papai e mamãe também se alimentam assim.

Você tem algum outro truque bom para ensinar pra gente? Agora que já sabe que comer rápido faz mal, compartilhe as suas experiências e confira outros conteúdos aqui no Blog PFzinho.

Veja também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.