QUAL A DIFERENÇA ENTRE ALIMENTOS ORGÂNICOS E INDUSTRIALIZADOS?

Os benefícios de ingerir orgânicos são muitos, mas você sabia que existe diferença entre os alimentos orgânicos, naturais e industrializados? Nos últimos tempos, os alimentos orgânicos estão sendo altamente procurados por quem deseja manter uma alimentação saudável e regrada e, além disso, são grandes aliados na prevenção de doenças cardíacas. Quer saber mais? Vem com a gente!

ALIMENTOS PROCESSADOS E ULTRAPROCESSADOS

Para entender melhor como funcionam os processos agrícolas dos alimentos, começaremos pelos ultraprocessados (industrializados), pois estes possuem uma porcentagem maior de interferência em sua produção. 

Os alimentos ultraprocessados são, definitiv amente, aqueles que você deve passar longe. Isso por que, eles são feitos em sua totalidade com substâncias extraídas de alimentos e reações químicas aditivas que modificam as propriedades sensoriais do alimento como gorduras hidrogenadas, substâncias sintetizadas em laboratórios e realçadores de sabor. Alguns exemplos de alimentos ultraprocessados: refrigerantes, biscoitos, temperos, pão de forma, sorvetes etc. 

No geral, eles devem ser evitados pela quantidade de gordura e aditivos que podem dificultar a pas sagem de sangue pelas artérias, causando um entupimento ou obstrução. Além disso, todas essas substâncias utilizadas na produção desses alimentos não possuem sequer algum nutriente para mantê-lo saudável durante o dia, atrapalhando o desenvolvimento físico das atividades de rotina.

Já os alimentos (somente) processados são fabricados com adição de sal ou açúcar, porém em alimentos in natura. As substâncias utilizadas geralmente são conservantes, com o propósito de tornar os alimentos duradouros, além de realçar o sabor e o aroma. Alguns exemplos de alimentos processados são produtos enlatados (como sardinha, frutas em calda, milho etc), alimentos defumados, frutas cristalizadas, queijos e pães.

ALIMENTOS IN NATURA

Os alimentos in natura, como o nome já sugere, são alimentos retirados da natureza porém sem sofrer alteração após sua colheita. Eles podem ser retirados de plantas ou animais como verduras, legumes, carne bovina, suínos, peixes frescos, aves, frutas etc.

Os alimentos in natura ainda podem ser minimamente processados, pois alguns deles ainda precisam passar por processos de trituração, refrigeração, congelamento, lavagem, moagem, secagem, separação de resíduos ou pasteurização (leite) para chegar a mesa dos consumidores. Alguns exemplos de alimentos in natura minimamente processados são: arroz, feijão, sucos sem adição de açúcar, farinha de mandioca, lentilhas etc.
Apesar de consumir alimentos in natura já ser um enorme passo para uma alimentação saudável sendo tão rodeados de industrializados, ainda existem opções mais rentáveis e benéficas, como é o caso dos alimentos orgânicos.

ALIMENTOS ORGÂNICOS

O grande diferencial dos alimentos orgânicos está em sua produção. Isso porque toda a sua agricultura é manejada meticulosamente, impedindo que qualquer aditivo químico faça parte do processo. Para que isso ocorra dessa maneira, a produção desses alimentos é feita de forma extremamente sustentável, beneficiando tanto a qualidade do solo quanto à vida dos agricultores.

Nesse meio de produção não se utiliza insumos químicos como: agrotóxicos, herbicidas, adubos, fertilizantes artificiais, drogas veterinárias, hormônios, antibióticos, transgênicos e pesticidas, com o propósito de respeitar a colheita natural dos alimentos. E como se não houvesse mais benefícios: eles são extremamente saborosos. Isso mesmo! Todo o processo de industrialização acaba removendo os verdadeiros sabores e aromas dos alimentos, deixando-os artificiais e sem valor nutritivo, por isso, um alimento que possui uma agricultura 100% orgânica preserva todos seus nutrientes e benefícios intactos prontos para satisfazer a sua fome!

Por esse motivo, dentre as três opções que apresentamos (industrializados, in natura e orgânicos), definitivamente a sua melhor aposta para o presente  e, consequentemente, o futuro, serão os alimentos orgânicos. A opção in natura ainda é saudável em relação aos industrializados, pois estes devem ser imprescindivelmente evitados, visto que além de não beneficiarem de forma alguma a saúde, também possuem uma agricultura agressiva.

MAS COMO SABER SE UM ALIMENTO É ORGÂNICO?

Para serem reconhecidos e certificados como orgânicos, os alimentos embasados neste processo devem possuir alguns requisitos como:

  • Certificação Orgânica emitida pelas instituições certificadoras e associações responsáveis pela fiscalização da produção;
  • Respeitar as normas de produção, embalagem, distribuição e rotulagem de produtos orgânicos estabelecidas em lei (nº 10.831 – 23 de dezembro de 2003);
  • Possuir 95% de ingredientes originários da agricultura orgânica em sua composição.

Além disso, existem três processos diferentes para se obter uma certificação de produção orgânica no Brasil, sendo elas: Organização de Controle Social, Sistema Participativo de Garantia e Certificação por auditoria. Cada um desses processos visam atender diferentes classes como a agricultura familiar, o pequeno e o grande agricultor.

OS ALIMENTOS ORGÂNICOS DO PFZINHO

Que os alimentos orgânicos são muito mais saudáveis, nutritivos e saborosos você já sabe. Mas já experimentou os alimentos orgânicos do PFzinho? Somos suspeitos em falar, mas você nunca provou algo igual! E outra: 100% certificados como orgânicos e naturais. 

As vantagens não acabam por aqui. Os alimentos orgânicos PFzinho são ultracongelados, isso quer dizer que eles estarão SEMPRE preparados para você e para sua família. Só basta descongelar e pronto! Pensamos nisso quando desenvolvemos os pratos feitos, sopas, sobremesas e muito mais.

O PFzinho tem o prazer em oferecer alimentos de qualidade e que definitivamente trarão benefícios à curto e longo prazo para sua saúde.

Invista na sua felicidade e na felicidade de sua família ao escolher alimentos orgânicos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat