QUAL A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO ALIMENTAR?

Ter hábitos saudáveis durante a infância é determinante para um futuro cheio de benefícios, por isso, é importante educar as crianças de acordo com a qualidade dos alimentos que devem ou não ingerir em seus primeiros anos de vida, para que assim vire rotina se alimentar bem e como consequência, ter uma saúde impecável e bem-estar garantido.

Benefícios da Educação Alimentar

A prática de se alimentar bem já é o suficiente. Mas quando estamos falando de crianças, alertar e instruir é primeiro passo para educar.

Além de garantir hábitos melhores, a educação alimentar pode conscientizar a criança sobre o que é necessário, importante e indescartável em sua rotina, podendo ajudá-la a escolher de forma autônoma o que deve ou não comer e o que trará ou não benefícios.
A educação alimentar deve ser ensinada desde os primeiros anos para que seja influente na fase adulta, certificando qualidade de vida e prevenção de doenças. Como as crianças passam a maior parte do tempo na escola, o ideal seria o colégio exercer uma atividade de educação nutricional no quadro de matérias ou um plano de ensino sobre educação alimentar em sala de aula como abordamos no post anterior. Porém, essa pode não ser uma realidade para alguns sistemas de ensino e é por isso que o Blog PFzinho irá te auxiliar!

Os Bons Hábitos ao se Alimentar

Se alimentar bem vai muito além de escolher os ingredientes que vão à mesa. O momento da refeição e como você se porta durante ela são tão importantes quanto o prato. 

Quando paramos de forma sossegada para nos alimentar, é natural que prestemos atenção na comida, em nossa mastigação e na quantidade que estamos comendo. Havendo esse controle, é muito mais fácil de intervir caso perceba que está comendo exageradamente por impulso ou ansiedade.

É essencial que o local onde serão feitas as refeições sejam tranquilos e adaptados para a alimentação. Comer em frente a TV, computador ou jogando vídeo games só irá dificultar o processo natural da digestão, distraindo a atenção do alimento e, por vezes, enganando na quantidade de comida ingerida pela falta de concentração.
A rotina de famílias muito compromissadas acabam dificultando esse processo de educação alimentar. Por isso, é imprescindível que haja uma programação para que as refeições sejam prioridades em suas agendas. Além de saudável, o momento proporcionará encontros em família muito especiais.

Com O Que se Alimentar?

Certo PFzinho, agora eu já entendi como me portar a mesa seguindo as dicas de educação alimentar. Mas com o que me alimentar?

A alimentação saudável, como dito inicialmente, deve ser um hábito desde os primeiros anos de vida. Mas não quer dizer que não dê para seguir novos hábitos depois de adulto! Sempre é a hora certa para se alimentar bem e colher os frutos de uma saúde exemplar. 

De acordo com a pirâmide alimentar desenvolvida para especificar quais alimentos devemos ingerir mais ou menos no nosso dia-a-dia, devemos optar sempre por alimentos naturais (livre de agrotóxicos e não industrializados). Alimentos integrais e ricos em fibras também são ótimas opções. Já os sucos naturais, devem ser consumidos sem adição de açúcar e sem coar também, já que se assim, acaba perdendo todos os seus nutrientes. Devemos nos alimentar cinco vezes ao dia pelo menos, sendo que 3 vezes seriam refeições como café da manhã, almoço e janta e as outras duas refeições sejam lanches entre as refeições principais.

Quando dizemos lanches, estamos falando de frutas ou cereais. Deve-se evitar a todo custo alimentos gordurosos, com muito sal ou muito açúcar.

Alimentos Orgânicos: O Que São?

Ganhando maior visibilidade nas culinárias brasileiras, os alimentos orgânicos prometem muito além de uma alimentação saudável. Eles prometem qualidade tanto nos ingredientes quanto a própria qualidade de vida de quem os consome. Isso por que todo o desenvolvimento da produção orgânica é feita de maneira completamente sustentável e livre de agrotóxicos. O que sugere aos alimentos 100% de naturalidade, sem nenhuma interferência química.

Numa educação alimentar, é importante apresentar aos pequenos o diferencial dos alimentos orgânicos para os benefícios em seus crescimentos. Além de muito mais sabor, os alimentos orgânicos conferem mais viço, textura e cheiros, e isso é fundamental para uma criança que está aprendendo a diferenciar os alimentos.
O PFzinho conta com um cardápio 100% orgânico e natural com a mais completa variedade de pratos. Os alimentos são temperados, quando necessário, com sal rosa ou adoçados com açúcar demerara e em algumas sobremesas com mel. Que tal ensinar seus filhos sobre educação alimentar com todas as deliciosas opções do PFzinho? Além de divertida e enriquecedora, a experiência vai ser imensamente saborosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat