TRABALHANDO A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL EM SALA DE AULA

A infância é o período onde a criança passa muito tempo na escola e pouco tempo em casa, o que nos alerta para entender como funciona a alimentação quando não estamos por perto. É na infância também onde os hábitos alimentares se solidificam, e por esse motivo é importante que a criança seja dirigida a uma alimentação de qualidade.

Muitas escolas já aderiram ao cardápio saudável, mas essa não é a realidade de todas elas. Manter-se informado sobre o que é oferecido é o primeiro passo para criar uma rotina alimentar que se encaixem numa dieta sadia.

Qual a importância de se alimentar bem na escola?

Não é segredo para ninguém que, como uma criança se alimenta pode determinar como serão as suas energias durante o dia e, possuindo todos os nutrientes necessários, a alimentação pode influenciar em seu aprendizado e concentração também. 

Em alguns casos, as crianças ficam em período integral no ambiente, e é de extrema importância que a escola, juntamente com os pais, possam introduzir uma consciência sobre comidas saudáveis desde a infância. E não se trata de manipulação, mas sim um incentivo divertido sobre como é legal se alimentar bem para conseguir brincar com muito mais energia!

Impor que a criança se alimente de uma forma e não de outra também não trará resultados a longo prazo. Comer tem de ser prazeroso tanto para adultos quanto para as crianças, e como, com as crianças, se trata de uma fase de aprendizado, esse policiamento deve ser extrovertido, estimulando a curiosidade dos pequenos.
A educação alimentar em sala de aula é importante tanto quanto a educação alimentar dentro de casa. Um deve reforçar o outro para que a criança passe a entender todas os benefícios de uma alimentação saudável. Uma criança saudável facilmente será um adulto saudável, longe de complicações físicas e cardiovasculares.

Como introduzir educação alimentar em sala de aula?

É recomendado que essa educação seja introduzida desde o ensino fundamental l, quando as crianças passam determinar o que sentem desejo e o que, de certa forma, trazem prazer ao experimentar. 

Os professores podem realizar atividades relacionadas a comidas para que aconteça uma integração entre as crianças, estimulando suas percepções sobre o que é saudável e sobre o que não é saudável. Filmes, brincadeiras, leituras. É só usar a criatividade. As aulas de ciências são ótimas opções para introduzir alimentos e falar sobre eles. Feira de países também, assim as crianças além de conhecerem outras culturas, aprendem sobre culinárias diversificadas. 

Falar sobre disciplinas biológicas, assim como a própria matéria de biologia, é o espaço perfeito para encaixar o assunto. O processamento dos alimentos e como eles são digeridos em nosso organismo podem render uma boa aula sobre educação alimentar.

Quando se trata de crianças menores, o ideal é apostar em temas onde ela poderá concretizar a ideia que o professor irá “vender” a ela. Ou seja, trazer alimentos reais, misturar cores e inventar brincadeiras podem facilitar o entendimento. Mas claro, associando ao que estiver sendo estudado. Assim o tema será inserido de forma multidisciplinar.

Para melhorar o entendimento e aflorar os saberes, indicar uma inserção de educação alimentar através de aulas gastronômicas ao colégio é uma ótima opção. Assim, as crianças podem se familiarizar com texturas, sabores e cores, podendo associar com mais consciência o que é levado à mesa.

Uma atividade bastante popular é a de pedir às crianças que levem rótulos de alimentos para que elas comecem a se questionar o que é realmente saudável ou não num alimento industrializado (a maioria não é). 
Todas as matérias possuem aberturas onde se é possível trabalhar a educação alimentar, e principalmente ajudar as crianças a entenderem do que elas realmente precisam. A escola tem um papel de extrema importância na formação de um ser humano, e é incrível o tanto de informações interessantes extra acadêmicas podem ser levadas a sala de aula.

A Escola não fornece educação alimentar ou alimentos de qualidade: o que fazer?

Se a escola não oferecer educação alimentar, ou alimentos saudáveis de qualidade na cantina, não se esqueça que você ainda pode contar com os alimentos orgânicos do PFzinho. Nós temos os lanches saudáveis ideais para você colocar na lancheira do seu filho. Confira algumas opções:

Muffin de Legumes

Saudável e saboroso, o muffin de legumes vai animar a hora do lanche! Feito com ingredientes 100% naturais, o PFzinho promete levar amor e nutrientes na lancheira dos seus filhos. Para preparar, basta descongelar e aquecer. Que tal?

muffin-de-legumes-organico

Torta de Frango

A torta de frango orgânica do PFzinho é feita com frango, batata doce, couve flor, sal rosa, farinha de grão de bico, óleo de coco, fécula de batata, fermento, tomate, cebolinha, leite de coco, cebola, água e ovos. Ela é o lanche perfeito para a hora do intervalo.

torta-de-frango-organica

Pão de Queijo Vegano

O pão de queijo vegano é uma ótima aposta para introduzir uma alimentação mais conscientizada desde pequeno. O pão de queijo vegano do PFzinho não possui queijo e tem outras três apresentações. Ele é congelado e basta descongelar e esquentar, assim como todos os alimentos do PFzinho!

Para mais dicas sobre o que colocar na lancheira de seu filho confira nosso post! Não se esqueça que trabalhamos com um cardápio inteiro de comidas deliciosas, orgânicas e ultracongeladas para que toda família possa adquirir essa rotina saudável que beneficiará por toda a vida. Confira nossas outras opções direto no site do PFzinho. Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat